Bebês do Albert Sabin têm sessão de fotos para presentear mamães no Natal
Ter, 18 de Dezembro de 2018 10:28

Natal é mais uma oportunidade de partilhar momentos de alegria, paz e esperança. E com esse sentimento, um casal de fotógrafos aceitou o convite de uma equipe de residentes da UTI de médio risco do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), do Governo do Ceará, para conhecer a rotina de mães e bebês internados e registrar as primeiras fotos dessas crianças, tendo o tema natalino como inspiração.

“A ideia é que essas mães sejam presenteadas com essas fotos, um momento especial em uma circunstância tão difícil para elas”, explicou uma das residentes idealizadoras do projeto, a farmacêutica Maria Aline Prazeres. Mães e filhos posaram, na última quarta-feira, 12, para uma sessão exclusiva com os fotógrafos Clécio e Dayane Albuquerque. “Fiquei emocionada, é impactante, esperamos poder voltar em outras oportunidades”, disse Dayane.

A ideia da sessão, segundo Maria Aline, foi inspirada em outros trabalhos semelhantes feitos em hospitais da rede da Secretaria da Saúde do Ceará. “Nós [grupo da residência multidisciplinar] conversamos sobre fazer e começamos a ver como seria possível. Foi quando eu estava olhando o Instagram e encontrei esses fotógrafos. Mandamos o convite e eles já aceitaram de prontidão. Daí em diante, foi organizar, conseguir as permissões. Marcamos a data e este é o resultado”, explicou Maria Aline.

“E nós nos sentimos honrados com o convite”, disse Clécio Albuquerque. “Eu tenho cinco filhos e quando surgiu essa proposta de fotografar, eu vi como uma oportunidade de poder proporcionar, em poder participar de um momento especial, profissional e pessoal. Muitas mães não têm condições de contratar algo assim, e a oportunidade que estão nos dando de vir aqui e proporcionar esse momento, nesta situação tão delicada, é único”, disse.

Reconhecido por seu trabalho na cobertura de eventos do Ceará, o fotógrafo afirmou ser um “contador de histórias” e, no Albert Sabin, encontrou muitas para contar. Entre elas, a da fisioterapeuta Maria da Conceição Sousa Ribeiro, de 27 anos, que deu à luz Álex há uma semana, em Quixeré, que fica a 176 km de Fortaleza. O menino nasceu prematuro, estava apenas na trigésima terceira semana da gestação. “É difícil, porque eu estou longe da minha família, estou longe de casa. Mas ele [Álex] me dá forças para continuar”, falou.

A sessão de fotos trouxe alegria para Conceição nesse momento de saudade e desejo de voltar logo para casa com o filho nos braços. Álex ainda precisa de alguns cuidados, incluindo, aprender a mamar. “Gostei muito dessa ideia, já estou com muita vontade de ver tudo, de receber minha foto com ele”, afirmou.

A ansiedade é compartilhada pela técnica de enfermagem Lidiana Alves Brasil que, aos 38 anos, teve Maria Aurora, a qual também só tem uma semana de vida. “Eu amei a ideia das fotos, é um presente. Até porque ela foi uma criança muito desejada, muito esperada, foram 15 anos esperando por ela. Por isso é ainda mais difícil estar aqui. As fotos nos animam”, ressaltou.

Humanização

A parceria firmada com Clécio e Dayane para realização de fotos proporcionaram mais do que retratos. Para a equipe de residência multidisciplinar, formada por enfermagem, farmácia, psicologia, terapia ocupacional, assistência social e odontologia, a atividade trouxe uma prática que é missão do Hias: a humanização do atendimento.

“Como residentes nós passamos por todos os setores do hospital e a neonatologia é nosso cenário atual. A gente vê que as mães ficam muito abaladas por não poderem dar assistência total aos filhos. Então, nossa intenção era transformar esse momento doloroso, trazendo um pouco do Natal. Isso faz parte do nosso programa disciplinar, a humanização”, explicou Maria Aline.



Diana Vasconcelos Assessoria de Comunicação do Hias 
Fotos: Clécio Albuquerque



 

Calendário

Junho 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 1 2 3 4 5 6