lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Paciente
Banco de Leite Humano do Hias promove ‘live’ sobre a importância do aleitamento materno
Qua, 04 de Agosto de 2021 13:30

02072021_smam2021_banner_live_intranet_003.png

Entre os dias 1º e 7 de agosto é celebrada a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), com diversas ações de conscientização e incentivo à amamentação por instituições em todo o mundo. No Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), a equipe do Banco de Leite Humano (BLH) realizará, nesta quinta-feira (5), às 10 horas, uma live com foco no tema deste ano da SMAM – “Proteja a amamentação: uma responsabilidade compartilhada”, que será transmitida pelo Google Meet.

>> Veja onde doar leite humano no Ceará

A live será conduzida pela coordenadora do BLH do Hias, a pediatra Erandy de Freitas, pela enfermeira Maria Costa e pela farmacêutica bioquímica Maria de Jesus Lima. Entre os assuntos que serão abordados estão a importância da colaboração e do incentivo da família ao aleitamento materno, os cuidados que as mães devem ter no processo de amamentação e dicas sobre o que fazer caso tenha dificuldades de amamentar. Além disso, serão apresentados os serviços do Banco de Leite, que vão desde o acolhimento e orientações às mães lactantes até a coleta de doações de leite humano, processo de pasteurização no laboratório da unidade e fornecimento para os bebês internados no hospital.

Responsabilidade compartilhada

O tema deste ano da Semana Mundial do Aleitamento Materno pretende mobilizar e conscientizar toda a sociedade civil sobre a importância da amamentação, além de celebrar o direito de um bebê a ser amamentado, que deve ser respeitado e cumprido. Para isso, Freitas afirma que é fundamental reforçar as políticas de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e que todos abracem essa causa.

“Apesar de a amamentação ser um momento entre a mãe e o bebê, para que ela aconteça de forma tranquila e segura, é fundamental a colaboração de toda a família e da sociedade. Amamentar nem sempre é fácil para as mães; alguns bebês têm dificuldades de pegar o peito, outros nascem prematuros e não podem receber o alimento diretamente da mãe. Por isso, é preciso informação, orientação e uma rede de suporte para que essa mulher tenha a condição de alimentar o seu filho e desenvolver esse vínculo de afeto tão importante para o desenvolvimento das crianças”

Nessa perspectiva, a coordenação do Banco de Leite criou a Comissão de Aleitamento Materno do Hias, com representantes de vários setores da unidade, com o objetivo de tornar os profissionais do hospital embaixadores da amamentação. Os membros da comissão terão como missão reforçar com suas equipes a importância do aleitamento e divulgar os serviços do BLH para que cada profissional possa transmitir essa mensagem para as famílias dos pacientes e também em suas comunidades, formando uma verdadeira rede em prol da proteção da amamentação. A Comissão de Aleitamento Materno do Hias tomará posse oficialmente nesta quarta-feira (4).

Laboratório_BLH_Hias.jpeg

Comissão de Aleitamento Materno do Hias busca tornar profissionais do hospital embaixadores da amamentação

Até sexta-feira (6), o Banco de Leite do Hias realizará, ainda, ações dentro do hospital visando à conscientização sobre a importância do leite humano para o desenvolvimento das crianças. A equipe do BLH fará uma panfletagem no hospital e abordará as mães presentes na unidade dando orientações sobre o aleitamento materno e a doação de leite humano e, também na sexta (6), realizará uma roda de conversa com mães, pais e acompanhantes, que contará com a participação da terapeuta ocupacional do Hias, Larissa Porfírio Carvalho.

Agosto Dourado

A campanha Agosto Dourado teve origem em 1991, em Nova Iorque, em um encontro entre a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O movimento nasceu com o objetivo de promover ações globais mostrando a importância da amamentação, tanto para os filhos quanto para as mães, por meio da Semana Mundial de Aleitamento Materno, coordenada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA, na sigla em inglês).

Amamentação.jpeg

Até os seis primeiros meses de vida do bebê, fase mais importante para o seu desenvolvimento, a alimentação pode ser feita exclusivamente com leite humano

No Brasil, a Semana é celebrada desde 1999 com a coordenação do Ministério da Saúde e, em 2017, foi sancionada a Lei nº 13.435, que instituiu agosto como o mês do aleitamento materno. A cor dourada foi escolhida porque o leite materno é considerado um alimento de qualidade ouro para bebês e crianças.

Da década de 1980 até os dias atuais, o Brasil vem conseguindo melhorar os seus índices de amamentação. Os números recentes apontam que 46% dos bebês de zero a seis meses estão em amamentação exclusiva e que, entre as crianças com até um ano de idade, 50% amamentam e fazem alimentação complementar iniciada aos 6 meses de idade. Este resultado foi alcançado graças à implementação das ações desenvolvidas em prol do aleitamento materno com a atuação dos profissionais de saúde. A meta internacional é aumentar os indicadores da amamentação para 50% dos bebês em amamentação exclusiva até os seis meses de vida, até 2025, e para 70%, até 2030.

 

Assessoria de Comunicação do Hias
Texto: Erika Mavignier
Fotos: Arquivo BLH Hias

 
http://www.hias.ce.gov.br/components/com_gk2_photoslide/images/thumbm/391704Treinamento_bundle_na_UTI.png

Últimas Notícias Leia mais

Calendário

Decembro 2021
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1